Ainda sem acordo, reforma do IR pode ir a voto hoje na Câmara

A expectativa é que seja colocado em votação nesta terça-feira o projeto de lei que altera o Imposto de Renda de pessoas físicas e jurídicas no país. Segundo reportagem do VALOR ECONÔMICO, o deputado Celso Sabino, relator da reforma, não será apresentado um novo parecer de última hora. O que há neste momento, conforme o jornal, são articulações para que grupos insatisfeitos com o desenho da reforma apresentem emendas em plenário, como indicou ao jornal o deputado Efraim Filho, líder do DEM e que havia articulado, na semana passada, o adiamento da votação.

Segundo o jornal O ESTADO DE S. PAULO, no entanto, Sabino ainda “deve propor” uma queda menor na alíquota do IRPJ, como forma de obter apoio de estados e municípios à proposta. Agora, a ideia é reduzir a alíquota de 25% para 17,5% – e não mais 16,5% como consta do parecer de Sabino apresentado na última quinta-feira. Pelo novo desenho, a alíquota básica do imposto cobrado das empresas cairia de 15% para 7,5%, e seria mantida a alíquota adicional de 10% cobrada sobre lucros que passem da faixa de R$ 20 mil no mês.

Em outra reportagem, o ESTADÃO apresenta um cálculo feito por Rodrigo Orair, ex-diretor da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado, apontando que “um terço do ganho obtido pelas empresas do Simples e que declaram pelo lucro presumido não é tributado nem na pessoa jurídica nem na pessoa física pela Receita”. Segundo esses dados, o total não recolhido equivale a cerca de R$ 200 bilhões em valores atuais.

No jornal O GLOBO, destaque para uma entrevista dupla feita com os ex-secretários da Receita Federal Marcos Cintra e Everardo Maciel – ambos críticos à proposta atual de reforma do IR. Para Maciel, todas as versões do projeto são ruins, enquanto Cintra considera o projeto “desnecessário, inoportuno e dispensável”. Fonte: Jota

  • 1. Webinar FCR Law: Reforma Tributária (2ª fase) – Tributação de dividendos, IRPJ e impactos sobre os negócios. Leia Mais
  • 2. Ainda sem acordo, reforma do IR pode ir a voto hoje na Câmara. Leia Mais
  • 3. Minirreforma altera fiscalização e traz de volta ‘Carf trabalhista’. Leia Mais
  • 4. TRT de São Paulo flexibiliza contratação em porto. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados é um escritório de advocacia dinâmico que assessora empresas nacionais e internacionais, empreendedores e investidores nos ramos mais importantes do direito brasileiro. Nós buscamos proporcionar um serviço de alto nível de qualidade e estabelecer relações de longo prazo com nossos clientes e parceiros. Nossa gama de clientes abrange desde start ups tecnológicas até fabricantes internacionais e instituições financeiras.

FCR Law está trabalhando para manter nossos clientes informados e disponibilizar os nossos serviços para auxiliar as empresas neste momento difícil.

Eduardo Fleury, Sócio Fundador

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados

Rua do Rocio 350, 10º andar

Vila Olímpia, São Paulo – Brasil

+55 11 3294-1600

info@fcrlaw.com.br

Copyright FCR Law 2021 © Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Tarrafa Digital Studio