Descumprir LGPD pode levar a sanção e impactar reputação

O impacto da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD ou Lei nº 13.709, de 2018), em vigor desde setembro, vai além das sanções legais e pode atingir a reputação das empresas. A análise foi feita por Marcos Sêmola, sócio de Cibersegurança da EY, e Renato Opice Blum, advogado e presidente da Associação Brasileira de Proteção de Dados, na Live do Valor de ontem.

As penas previstas começaram a valer no início do mês. Pode ser aplicada desde uma advertência à multa de até 2% do faturamento – limitada a R$ 50 milhões. Como a regulamentação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) sobre o cálculo ainda está sendo finalizada, não serão aplicadas penalidades neste primeiro momento. Porém, segundo os especialistas alertaram, isso não quer dizer que os órgãos fiscalizadores não estejam de olho.

“Essa é uma lei que já pegou antes de entrar em vigor, porque impacta todas as áreas e envolve o comportamento”, destacou Opice Blum, ao lembrar que multas podem ser aplicadas por meio de outros órgãos – como Procon, Ministério Público e agências regulatórias.

“É uma lei [LGPD] que está presente em mais de 90 países e há uma pressão global para que as empresas brasileiras adotem e sigam padrões similares. Proteger a intimidade e a vida privada do cidadão no mundo é um fator muito importante”, disse Sêmola.

Para o especialista em gestão de risco, as empresas que não conseguirem mostrar conformidade com a lei irão expor sua reputação e poderão ser vistas como descuidadas. “É um efeito dominó, com risco onipresente”, afirmou. Segundo ele, cuidar da privacidade também é estar em conformidade com as práticas “ESG” – ambientais, sociais e de governança.

Opice Blum lembrou que empresas que forem alvo de ataques, com dados pessoais indo a público, mas comprovarem que adotaram medidas para mitigar os riscos, podem ter a multa reduzida. Há, acrescentou, decisões judiciais favoráveis a empresas que adotaram medidas para tentar evitar a exposição.

Embora exista no mercado esse medo da multa, muitas empresas ainda estão despreparadas. Mas, para ambos, o cenário é positivo. Na União Europeia, quando a lei de proteção de dados entrou em vigor, no máximo 30% das empresas estavam em conformidade. No Brasil, de acordo com Opice Blum, pesquisas mostram que esse percentual está entre 35% e 50%.

Sêmola, na live, sugeriu seis passos básicos para a empresa que agora corre para adotar a LGPD: entender a lei; apontar um encarregado pelos dados pessoais; estabelecer uma política de privacidade e torná-la pública e acessível ao cliente; observar os contratos, transmitir preocupação com a lei por meio deles e imputar responsabilidade aos interlocutores; documentar o fluxo corporativo que trata dados pessoais; e, após conhecer as próprias falhas, começar o plano de mitigação de risco. Fonte: Valor Econômico – Por Gilmara Santos — De São Paulo

  • 1. Mesmo com divergências, Lira quer votar hoje reforma do IR. Leia Mais
  • 2. Justiça nega liminares contra aumento da CSLL. Leia Mais
  • 3. Descumprir LGPD pode levar a sanção e impactar reputação. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados é um escritório de advocacia dinâmico que assessora empresas nacionais e internacionais, empreendedores e investidores nos ramos mais importantes do direito brasileiro. Nós buscamos proporcionar um serviço de alto nível de qualidade e estabelecer relações de longo prazo com nossos clientes e parceiros. Nossa gama de clientes abrange desde start ups tecnológicas até fabricantes internacionais e instituições financeiras.

FCR Law está trabalhando para manter nossos clientes informados e disponibilizar os nossos serviços para auxiliar as empresas neste momento difícil.

Eduardo Fleury, Sócio Fundador

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados

Rua do Rocio 350, 10º andar

Vila Olímpia, São Paulo – Brasil

+55 11 3294-1600

info@fcrlaw.com.br

Copyright FCR Law 2021 © Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Tarrafa Digital Studio