Eletrobras e AES aderem a métricas do capitalismo de stakeholders, alinhado critério de desempenho financeiro com indicadores de ESG

Em 2020, o World Economic Forum (WEF) divulgou as “Métricas do Capitalismo Stakeholder”, um conjunto de diretrizes que podem ser utilizadas por empresas com o objetivo de alinhar seus relatórios de performance financeira com indicadores ambientais, sociais e de governança (ESG). As métricas recomendadas estão organizadas em quatro pilares (já alinhados aos ODSs – Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU).
A Eletrobras recebeu o convite do fórum em dezembro de 2021, pela sua participação nas esferas de discussão empresarial e a adesão está se efetivando em fevereiro, após aprovação da Diretoria Executiva da Eletrobras.
As empresas signatárias dos princípios do capitalismo de stakeholders se comprometem a promover maior convergência de padrões, estruturas e princípios ambientais, sociais e de governança existentes e apoiar o progresso de uma solução globalmente aceita para métricas e divulgação ESG comuns, refletindo as métricas de capitalismo dos stakeholders nos relatórios da empresa para investidores e demais públicos de relacionamento.
A AES Brasil definiu compromissos ESG até 2030, a companhia determinou três temas principais no novo plano ESG, estabelecendo as prioridades relacionadas aos aspectos Ambiental, Social e de Governança: Mudanças Climáticas, dentro do pilar de meio ambiente; Diversidade, Equidade e Inclusão, em social; e Ética e Transparência, em governança.
Os compromissos foram definidos diante de seis ODS prioritários para a AES Brasil, sendo eles: Igualdade de Gênero, Energia Limpa e Acessível e Indústria, Inovação e Infraestrutura e Redução das Desigualdades, Ação contra a Mudança Climática e Vida Terrestre.

  • 1. A Bandeira de Escassez Hídrica e crise energética:. Leia Mais
  • 2. Aneel nega excludente de responsabilidade por atraso em obras de PCH. Leia Mais
  • 3. TJ-MT suspende cobrança de ICMS sobre Geração Distribuída solar no estado. Leia Mais
  • 4. Eletrobras e AES aderem a métricas do capitalismo de stakeholders, alinhado critério de desempenho financeiro com indicadores de ESG. Leia Mais
  • 5. Guerra na Europa – A Agência Internacional de Energia (AIE) deve apresentar plano para reduzir dependência europeia de gás russo. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados é um escritório de advocacia dinâmico que assessora empresas nacionais e internacionais, empreendedores e investidores nos ramos mais importantes do direito brasileiro. Nós buscamos proporcionar um serviço de alto nível de qualidade e estabelecer relações de longo prazo com nossos clientes e parceiros. Nossa gama de clientes abrange desde start ups tecnológicas até fabricantes internacionais e instituições financeiras.

FCR Law está trabalhando para manter nossos clientes informados e disponibilizar os nossos serviços para auxiliar as empresas neste momento difícil.

Eduardo Fleury, Sócio Fundador

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados

Rua do Rocio 350, 10º andar

Vila Olímpia, São Paulo – Brasil

+55 11 3294-1600

info@fcrlaw.com.br

Copyright FCR Law 2021 © Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Tarrafa Digital Studio