Governo avalia atenuar mudança em IRPF e ampliar redução do IRPJ

Seguem os planos de ajustes na proposta apresentada pelo governo federal para a reforma no Imposto de Renda, relatam os jornais em diferentes reportagens. Segundo a FOLHA DE S.PAULO, por exemplo, “em avaliações recentes, o governo estima ser possível remanejar uma sobra de R$ 4 bilhões no ganho de arrecadação da reforma para medidas que beneficiem a classe média”. Entre esses agrados, como forma de vencer resistências, estaria a ampliação da faixa de renda que ainda teria o benefício da declaração simplificada. Enquanto a proposta do governo prevê rendimentos anuais de R$ 40 mil como teto para essa opção, agora há a hipótese de a equipe econômica apoiar uma ampliação desse teto para R$ 60 mil.

O outro flanco de ajuste envolve o que o jornal O ESTADO DE S. PAULO classifica como “uma guerra política”, patrocinada pelo governo, “entre as milhares de empresas brasileiras e uma fração pequena de companhias gigantes de bebidas e setor petroquímico”. O ideal, nos planos de Paulo Guedes, é cortar, ainda neste ano, até R$ 40 bilhões em subsídios hoje vigentes para esses setores. Com isso, seria possível, nas projeções do governo, reduzir em 10 pontos percentuais, de uma só tacada, a alíquota de IRPJ incidente sobre todas as empresas. O jornal aponta, no entanto, que, “nos corredores do ministério, um corte de 7,5 pontos percentuais (a alíquota cairia para 17,5%) no IRPJ seria o mais factível, com retirada de R$ 20 bilhões em subsídios dados a poucas empresas dos setores de bebidas e petroquímicas”.

Também no ESTADÃO, destaque para entrevista com o deputado Celso Sabino (PSDB-PA), relator da reforma do Imposto de Renda. Afirmando que todos os pontos polêmicos estão sendo objeto de estudo para eventuais modificações no Congresso, ele especifica que “nós estamos trabalhando para ampliar a redução da alíquota do IRPJ”. (…)

Por fim, na FOLHA, reportagem informa sobre a apresentação, pela Prefeitura de São Paulo, de projeto de lei que cria uma série de incentivos tributários (IPTU, ITBI e ISS) para que seja viabilizada uma revitalização do centro da capital paulista. Fonte: Jota

  • 1. Governo avalia atenuar mudança em IRPF e ampliar redução do IRPJ. Leia Mais
  • 2. PGFN fecha acordo bilionário com grupo de transporte urbano. Leia Mais
  • 3. Demissão por WhatsApp gera indenização. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados é um escritório de advocacia dinâmico que assessora empresas nacionais e internacionais, empreendedores e investidores nos ramos mais importantes do direito brasileiro. Nós buscamos proporcionar um serviço de alto nível de qualidade e estabelecer relações de longo prazo com nossos clientes e parceiros. Nossa gama de clientes abrange desde start ups tecnológicas até fabricantes internacionais e instituições financeiras.

FCR Law – Fleury, Coimbra & Rhomberg Advogados

Rua do Rocio 350, 10º andar

Vila Olímpia, São Paulo – Brasil

+55 11 3294-1600

info@fcrlaw.com.br

Copyright FCR Law 2021 © Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Tarrafa Digital Studio