Indústria reage a apoio de Guedes a alíquota diferenciada para serviços

No único ponto de interesse tributário nos principais jornais desta quinta-feira, o jornal O ESTADO DE S. PAULO registra a reação da Confederação Nacional da Indústria contra declaração do ministro Paulo Guedes sobre a criação de uma alíquota mais branda para o setor de serviços no contexto da criação da CBS (Contribuição sobre Bens e Serviços) – o que, por consequência, significaria uma alíquota mais alta para o setor industrial. Para a entidade, a diferenciação é “inaceitável”. “O fato de que hoje a indústria é o setor que suporta a maior carga tributária, quando comparamos o montante de tributos recolhidos em relação ao PIB do setor, não significa que a situação deva se manter eternamente. Muito menos, que esta seja a melhor opção de política tributária”, afirmou a CNI, em nota. Fonte: Jota

  • 1. Indústria reage a apoio de Guedes a alíquota diferenciada para serviços. Leia Mais
  • 2. Supremo dá aval à exigência de caução em pedidos de liminar. Leia Mais
  • 3. Gestantes afastadas do local de trabalho receberão adicional. Leia Mais
  • 4. Ministros do STF votam contra pedido de aposentados na tese da “revisão da vida toda”. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade