FCR Law News

Senado deve votar reforma hoje; Lira indica promulgar trechos consensuais

O destaque dos jornais nesta quarta-feira é para a aprovação da reforma tributária, com placar folgado (20 votos a favor, 6 contrários) na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Novas alterações foram feitas de última hora no relatório do senador Eduardo Braga, mas que, segundo o governo, mantêm a espinha dorsal da reforma. A expectativa é de que o texto seja votado em dois turnos já nesta quarta-feira no plenário do Senado, retornando na sequência para nova análise da Câmara. Entre as mudanças presentes na nova versão do relatório, os jornais destacam ajustes na transição federativa, com peso maior para a arrecadação obtida pelos entes federativos nesse período de 50 anos de adaptação para a tributação no destino das mercadorias e serviços. Também foram incluídos cashback obrigatório para famílias de baixa renda na aquisição de botijões de gás, a inclusão de veículos flex entre os beneficiados por incentivos a montadoras nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, entre outras alterações.

Uma sinalização importante foi dada ontem pelo deputado Arthur Lira, presidente da Câmara. Segundo ele, a parte da reforma que é objeto de consenso entre deputados e senadores poderá ser promulgada primeiro, deixando para um segundo momento a análise dos pontos que foram alterados pelos senadores. “O que nós vamos apreciar é o que o Senado alterou. Se não se configurar em muita coisa, a PEC pode, inclusive, ser promulgada e depois a gente discutir o que ficou divergente”, afirmou Lira. (…) Fonte: Jota Matinal

  • 1. Senado deve votar reforma hoje; Lira indica promulgar trechos consensuais. Leia Mais
  • 2. STJ mantém tributação de PLR de diretor estatutário. Leia Mais
  • 3. São Paulo lança série de vídeos educativos para evitar cobranças de ITCMD. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade