Setor de turismo e entretenimento poderá renegociar dívidas tributárias

Os jornais informam sobre medida tributária parcialmente sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Trata-se de programa de apoio aos setores de turismo e entretenimento aprovado pelo Congresso, que incluiu a renegociação de dívidas tributárias. O desconto permitido será de até 70% sobre o total da dívida, com prazo de quitação em até 145 meses (no caso de dívida previdenciária, o prazo será de cinco anos). No entanto, Bolsonaro vetou um outro ponto do projeto de lei, que previa a isenção de impostos federais para as empresas desses setores, mas, como anota reportagem do jornal O ESTADO DE S. PAULO, “o Ministério da Economia prometeu estudar alternativas para isentar pequenas empresas que estejam enfrentando maior dificuldade”. (Fonte: Jota)

  • 1. Setor de turismo e entretenimento poderá renegociar dívidas tributárias. Leia Mais
  • 2. TRF valida busca de provas por meio de investigação defensiva. Leia Mais
  • 3. PGR vai ao STF contra Estados que exigem ITCMD de heranças e doações no exterior. Leia Mais
  • 4. São Paulo oferece novo regime de ICMS-ST. Leia Mais
  • 5. Parecer sobre Reforma Tributária atrasa e aumenta expectativa sobre fatiamento da proposta. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade