STF: Estados pedem que decisão para reduzir ICMS das contas de luz e telefone comece a valer em 2024

Os Estados querem que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) para reduzir o ICMS das contas de luz, telefone e internet comece a valer somente a partir de 2024. Dizem que, desta forma, ficaria alinhada aos Planos Plurianuais (PPAs).

Esses planos preveem metas e programas que serão desenvolvidos num período de quatro anos e levam em consideração a previsão de receita para esse prazo. Se inicia sempre no último ano de mandato governamental e tem vigência por mais três anos no mandato seguinte.

“Caso não seja possível a modulação, todos os PPAs aprovados em 2020, com vigência a partir deste ano, e válidos até 2024, restarão inviabilizados”, consta em carta enviada aos ministros pelo Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda, Finanças, Receita e Tributação dos Estados e Distrito Federal (Comsefaz).

A decisão proferida na segunda-feira pelos ministros do STF é considerada como uma bomba fiscal. As tributações sobre energia elétrica e comunicações são as que mais geram arrecadação para os Estados – juntamente com os combustíveis. São estimados R$ 26,7 bilhões em perdas por ano. Fonte: Valor Econômico – Por Joice Bacelo Rio 24/11/2021

  • 1. STF reabre julgamento sobre redução de ICMS nas contas de luz e telefone. Leia Mais
  • 2. STF: Estados pedem que decisão para reduzir ICMS das contas de luz e telefone comece a valer em 2024. Leia Mais
  • 3. Carf afasta cobrança de ITR sobre área invadida. Leia Mais
  • 4. Supremo poderá definir discussão sobre locação temporária de imóvel. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade